Apresentação

Prezados internautas, este blog foi criado com intuito de expandir a palavra Bíblica,

em meus aprendizados como cristão praticante.

Tenho por hobby, a prática da escrita e, dentre esta, também os poemas, sendo alguns destes dedicados à Sagrada Escritura.

Como não consegui, por mais que tentasse, repassá-las para quem quisesse musicá-las, pois acredito que haja esta possibilidade, apesar de não ser compositor, resolvi divulgá-las por meio eletrônico, para que não ficassem apenas em um arquivo pessoal.

Boa leitura e “Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo”.

domingo, 6 de novembro de 2016

"Apocalipse 17"

Apocalipse 17


Um dos sete Anjos, aproxima-se de João,
daqueles que tinham as taças e falou:
“Vem comigo e lhe mostrarei uma condenação”,
da grande meretriz, que os reis da terra contaminou.

À beira de muitas águas, esta se assenta,
e com o vinho da luxúria,
os habitantes da terra, ela os atormenta,
com sua sagacidade e fúria.

Em Espírito, ele fora transportado ao deserto.
donde viu uma mulher assentada,
em cima de uma fera escarlate,
com sete chifres e dez cabeças.

Esta se vestia com ostentação,
adornada em ouro, pérolas e pedras preciosas,
Cheia de imundices e abominação.
De nome Babilônia e, da prostituição, a mãe grandiosa.

Do sangue dos mártires e santos,
embriagada, ela estava.
E desta visão, ele teve espanto,
mas o Anjo, logo explicava.

A Fera que tu viste, já não é não
e do abismo deve subir.
Mas caminha à perdição,
e os eleitos, a verão sucumbir.

As sete cabeças, são sete montanhas
e também sete reis,
dos quais, cinco caíram, um subsiste
e um, que terá pouco tempo, ainda não veio.

Os dez chifres, outros dez reis são,
que ainda não receberam o reino
e por um momento, o poder real ,
com a Fera receberão.

Contra o Cordeiro combaterão,
sendo o Senhor o Rei dos reis,
e Ele os vencerão,
junto aos escolhidos, chamados fiéis.

Também as águas de tua visão,
à beira da qual a prostituta se assenta,
são povos, multidões, nações e línguas,
que a ela e a Fera, odiarão.

Comerão suas carnes e no fogo a queimarão,
porque Deus, lhes incutiu os seus desígnios.
A sua soberania, sobre a Fera, conhecerão,
até que se cumpra suas palavras e domínios.


23/11/2016
Antônio de Pádua Elias de Sousa

Formiga-MG

Nenhum comentário:

Postar um comentário